Quarantine Pills | #02 Esperança que fortalece

com Ap. Kennedy Braga

A Bíblia está repleta de histórias de homens e mulheres que tinham tudo para desanimar e jogar a vida para o alto, mas em vez disso encontraram o Deus onipresente, que não se esquece de nenhuma de suas promessas. José experimentou essa realidade. 

Quando jovem, José teve um sonho que apontava para um futuro pessoal de poder, glória e prosperidade. Porém, ao compartilhar o sonho com os irmãos mais velhos, recebeu deles revolta, inveja, ódio e traição, a ponto de o venderem como escravo.

A saga de José nos sugere que, apesar de toda a longa trajetória de adversidades, aquele homem de Deus jamais se sentiu abandonado pelo Senhor. Ele sabia que Deus o acompanhava e, por isso, ao perdoar seus irmãos e reconciliar-se com eles, foi capaz de dizer-lhes: “Vocês pretendiam me fazer o mal, mas Deus planejou tudo para o bem” (Gn 50.20, NVT).

No percurso árduo que enfrentou, José manteve um coração esperançoso. O que o fez persistir mesmo depois de ter sido enganado e traído pelos irmãos? O que o motivou a perseverar mesmo após ter sido difamado e lançado na prisão? Acredito que a resposta é: José conhecia o Deus da esperança.

O Deus da esperança deseja que adotemos essa mesma postura. Por mais que as tribulações venham, a traição fira, os enganos aconteçam e os problemas surjam, devemos decidir que a esperança nos fortalecerá para enfrentar o novo dia — porque Deus está conosco. 

SENHOR, tu me sondas e me conheces. Sabes quando me assento e quando me levanto; de longe penetras os meus pensamentos. Esquadrinhas o meu andar e o meu deitar e conheces todos os meus caminhos. Ainda a palavra me não chegou à língua, e tu, SENHOR, já a conheces toda. Tu me cercas por trás e por diante e sobre mim pões a mão. Tal conhecimento é maravilhoso demais para mim: é sobremodo elevado, não o posso atingir. Para onde me ausentarei do teu Espírito? Para onde fugirei da tua face? Se subo aos céus, lá estás; se faço a minha cama no mais profundo abismo, lá estás também; se tomo as asas da alvorada e me detenho nos confins dos mares, ainda lá me haverá de guiar a tua mão, e a tua destra me susterá. Salmos 139:1-10

 

Fique forte e até a próxima dose.

 

Ap. Kennedy Braga

Adaptado de Flavio Valvassoura, O Deus da esperança: Motivação e alegria em meio às dificuldades da vida! - Editora Mundo Cristão (ver livro)

Endereço

Rua Adelelmo Setti, 10 - Centro, São Bernardo do Campo - SP, 09720-000

Siga-nos

Prover ® 2021. Todos os direitos reservados.